Lula e Jerônimo representam projeto popular, afirma Robinson Almeida

Petista disse que “Bolsonaro e ACM Neto são farinha do mesmo saco”
 
O deputado estadual Robinson Almeida (PT) afirmou, nesta quinta-feira (2), em Mata de São João, que o ex-presidente Lula (PT) e o pré-candidato ao Governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), representam o projeto popular de transformações sociais, enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL), João Roma e ACM Neto representam o atraso e agenda econômica que deixou tudo caro e aumentou a desigualdade no Brasil. O deputado esteve reunido com lideranças petistas do município antes do encontro “Esquenta PGP” do Programa de Governo Participativo da Região Metropolitana e destacou que o povo já não aguenta mais a agenda do desemprego, da inflação e da fome do governo federal.  “Na Bahia, Bolsonaro vai sofrer uma derrota ainda mais fragorosa do que a de 2018. E a turma do atraso que apoia essa agenda da fome, da inflação e do desemprego também. Todo lugar que chego o povo me diz que não aguenta mais o desgoverno e conta os dias para poder ter Lula de volta à frente do nosso país, cuidando da nossa gente”, afirmou o parlamentar.

Sem citar o nome de ACM Neto, Robinson Almeida disse que o grupo político do ex-prefeito de Salvador apoiou o golpe de 2016, as reformas que retiraram direitos sociais e trabalhistas, a agenda econômica de Bolsonaro e participa do governo federal com indicações em cargos como na Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), no Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) e na Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba).

 “Lula e Jerônimo representam o programa e projeto popular de inclusão, de combate à fome, de enfrentamento às desigualdades, de defesa da Democracia e do desenvolvimento soberano com nosso povo. O outro lado apoiou o golpe de 2016, apoiou as reformas da previdência e trabalhista, declarou apoio e votou em Bolsonaro, apoia essa agenda econômica excludente, que fez o Brasil voltar a figurar no mapa da fome e a desigualdade explodir em nosso país. Bolsonaro e ACM Neto são farinha do mesmo saco, representam o atraso e a ambição pessoal de poder, típico das oligarquias”, enfatizou Robinson.