Trajetória Política

Robinson Almeida (PT) iniciou na militância política ainda durante o movimento estudantil da Escola Técnica Federal da Bahia, período em que se formou no curso de Eletrotécnica e, posteriormente, em Engenharia Elétrica na Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Nos anos 80, ingressou no PT, vindo a se tornar um dos principais organizadores do Partido no estado. Direcionou sua trajetória pessoal e práticas profissionais a partir de um compromisso com um projeto de transformações para Bahia e para o Brasil.

A partir da década de 90, atuou como dirigente estadual e nacional do PT, exercendo funções na área de Comunicação. Foi assessor parlamentar na Câmara de Vereadores de Salvador e dos Deputados, em Brasília, ao lado do senador Walter Pinheiro.

Em 2007, deixou os bastidores da política, e a convite do governador da Bahia, Jaques Wagner, chefiou a então Assessoria Geral de Comunicação do Estado (Agecom). Foi Secretário de Comunicação da Bahia (Secom), criada em 2011, a qual esteve à frente até o dia 4 de abril de 2014. Concorreu ao cargo de deputado federal e com 64.265 votos ficou como primeiro suplente do PT.

Em 2015, a convite da presidente Dilma Rousseff, Robinson exerceu o cargo de chefe de gabinete da Secretaria-Geral da Presidência da República e na sequência, a mesma função no Ministério do Trabalho e Previdência Social, ao lado do ministro Miguel Rosseto.

Com o golpe do impeachment contra a presidente Dilma, Robinson saiu do governo federal. Na sequência, assumiu o mandato de deputado federal em janeiro de 2017. Na oposição ao governo Temer, foi membro da comissão especial da reforma trabalhista e relator da comissão especial de segurança máxima em presídios.

Eleito em outubro de 2018 com 65.295 votos e empossado na Assembleia Legislativa em fevereiro de 2019, o deputado estadual Robinson Almeida tem o compromisso de defender a democracia, a cultura, a educação e a comunicação pública, o desenvolvimento territorial, a agricultura familiar e a segurança pública cidadã. No parlamento, Robinson vai defender essas pautas no plenário e nas comissões de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público e Especial de Barragens, a qual ele é titular; Desenvolvimento Urbano, a qual ele é vice-presidente; Direitos Humanos e Segurança Pública, Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo e Constituição e Justiça, a qual é suplente.